2009-11-27

foto&legenda # 451 (mad tea party)

Antes. Estava a pensar. Talvez. Podemos ir a um baile de cartas, eu levo o baralho. Comparecemos, bebemos chá, comemos pastéis de nata. Não haveremos de ser mais estranhos do que os outros. Depois. Também te. Ainda me custa dizer as palavras todas, sabes?, pareço doida. Quando as digo parece que fico com a língua dormente, como quando a queimo. Não, ainda não. Os lugares estavam todos ocupados. Ainda depois. Rainha de copas, rei de espadas, ela ou ele morreu. Não sei qual é o trunfo. Também não interessa. Os pastéis de nata estão quase a chegar. Julgo que foram convidados, não sei. É-me indiferente a condição em que vêm, não estou a pensar dançar com eles. Sei, sei que pareço doida, as palavras entorpecem na minha boca. Estão a aproximar-se, eles, estão a aproximar-se.
fotografia © Paulo Vaz Henriques
legenda © Sérgio Faria

1 comentário:

Raquelsav disse...

Pois. Seria. Poderia, talvez. Sim, tecer um comentário, sem parecer doida... mas aí, seria levada a meditar sobre a queimadura. Sim! Aquele chá estava a ferver, os pastéis de nata, também! Não me importaria, de facto, com a sua condição, se trouxessem canela para condimentar o seu gosto. Sim! Seria, poderia ser um comentário...